Need For Speed Underground 2

 

O filme “Velozes e Furiosos” deu um pontapé no que se tornariam verdadeiras febres – o “tuning” e as corridas noturnas ilegais. Sim, essas duas coisas já existiam e eram bem difundidas antes, mas seu espaço na mídia cresceu exponencialmente. A Electronic Arts correu para se aproveitar da moda com “Need for Speed Underground”, mas o conceito só conseguiu atingir sua maturidade nesta segunda versão.

Admirável mundo novo

Enquanto o original sofreu pela restrição de pistas, a continuação oferece uma cidade virtual de proporções impressionantes. Jogadores podem explorar essa metrópole com 200 km de asfalto – uma verdadeira capital dos rachas – no melhor estilo “Grand Theft Auto”. Além de precisar caçar novas lojas para encontrar as peças para modificar seu carro e os diferentes eventos noturnos, é possível usar o novo sistema de comunicação para desafiar outros corredores para rachas no meio da rua.

Só este novo aspecto já marca uma grande evolução. A cidade pode não ter pedestre (apesar do game representar algumas pessoas assistindo certos eventos), mas a impressão de se estar em uma cidade viva faz uma grande diferença. Não apenas a variedade de pistas cresce em quantidade e qualidade, mas a presença de carros externos ao evento fica muito mais realista. Os cruzamentos não existem apenas para oferecer um obstáculo – eles fazem PARTE da arquitetura.

Desafio para todos

Como na edição anterior, “Underground 2” oferece várias modalidades de corrida. Além dos novos rachas, corridas tradicionais, Drag Racing (onde mudar a marcha na hora certa é mais importante do que manobrar o veículo) e competições de derrapagens, os eventos fechados para um grupo seleto agora fazem parte de uma trama. Jogadores são instruídos por uma bela corredora (interpretada por Brooke Burke, décima mulher mais sexy do mundo de acordo com a revista FHN e ex-apresentadora do canal “E”), liberando novas fases à medida que ganham fama no lugar.

A história é simples, e contada através de animações bastante precárias que tentam se aproveitar da estética das histórias em quadrinhos. O game não oferece o suficiente para segurar o jogador, mas a troca de e-mails entre corredores, entusiastas e donos de lojas ajudam na imersão.

Por baixo do capô

Mas “Underground” não poderia estar completo sem as modificações de carros. Apesar de oferecer uma respeitável seleção de carros licenciados, essa é a área do game que pode desapontar muita gente. Não que seja ruim, mas melhorou pouco em relação ao game anterior.

Jogadores devem comprar dois tipos de peças para seus carros: aquelas que modificam o visual do automóvel, e as que melhoram seu desempenho. Enquanto as marcas fazem diferença na estética, as de desempenho se limitam apenas à seleção – já que não existe nenhuma diferença prática entre escolher um motor desta ou daquela grife. Todas elas resultam no mesmo ganho para o carro. O game nem ao menos tenta disfarar isso, colocando a escolha de marca como uma última opção depois de apresentar o impacto da instalação do acessório.

O visual do carro também é igualmente importante: ele pode não ajudar você a ganhar corridas, mas aumenta a atenção que você recebe. Além de servir de multiplicador para seu placar, um carro bonito pode aparecer na capa de revistas e DVDs (que, felizmente, você pode fotografar pessoalmente desta vez).

Além disso, na hora de jogar online, nada é melhor do que ter um carro único para exibir para seus competidores. Exatamente como na vida real!

Motor 1.0

Em termos de mecânica de simulação, o game não apresenta novidades significativas – os controles receberam pequenas alterações, e os gráficos estão ligeiramente melhores, mas as diferenças não são gritantes. O que não quer dizer que “Need for Speed Underground 2” seja um jogo feio: ele esbanja efeitos de brilho, borrões de movimento e reflexos.

É uma pena que o game não apresente dano nos automóveis. Seria muito interessante ver os jogadores tendo um pouco mais de medo antes de destruir as máquinas que deram tanto trabalho “tunar” – ou ao menos permitir algumas explosões espalhafatosas como em “Burnout 3”, para videogames.

“Need for Speed Underground 2” está longe de ser um jogo perfeito -, mas com uma boa seleção carros, infinidade de peças licenciadas e muito mais variedade nos eventos, é uma excelente pedida para os fãs de rachas e “tunadores” de carros.

Tamanho: 1.5 GB
Formato: Mdf/Mds
Nota do Jogo: 10
Idioma: English

Serial: XU5D-NAZ8-HA88-B6RJ-RLD0

Megaupload 1
Megaupload 2
Arquivo MDs 1
Arquivo MDs 2

~ por rodrigojamar em fevereiro 14, 2009.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: